Como foi nossa Festa de Todos os Santos de 2017!

Por Melissa Bergonso

Ano passado eu tentei, pela primeira vez, fazer alguma atividade para a Festa de Todos os Santos com meus meninos. Como marinheira de primeira viagem, as coisas saíram bem atrapalhadas, mas até que aconteceram.

Este ano eu já queria fazer algo melhor, mais planejado, porém não tive tempo de planejar nada. Todo mundo aqui em casa adoeceu de quinta-feira da semana passada pra cá, pela ordem: Felipinho, Tomazinho, Afonsinho, Papai e Mamãe. Mesmo todos ainda não estando 100%, eu quis fazer algo especial para o dia 01.

Teve fantasia, sim senhor!

Resolvi que este ano teria fantasia para os meus filhos. Meu marido tinha pensado em vesti-los dos santos padroeiros: São Filipe Néri, São Tomás de Aquino e Santo Afonso de Ligório, mas não tive tempo para comprar nenhum tecido e também não teria tempo hábil para confeccionar nada.

Como dificilmente me dou por vencida quando decido algo, eu teria que fabricar uma fantasia com coisas que eu tinha em casa e que fosse possível de ser feita em pouco tempo. Eu tinha papel sulfite normal, alguns papéis de gramatura 180, pedaços de caixa de pizza vazia, pedaços de cetim e metros de passamanaria dourada. E assim decidi transformar meus meninos em Arcanjos, com belas asas de papel! :-D

Asas de papel para São Miguel e São Rafael, tecidos coloridos de cetim e o peixinho impresso para São Rafael.

Asas de papel para São Miguel e São Rafael, tecidos coloridos de cetim e o peixinho impresso para São Rafael.

Processo criativo da asa

Eu nunca tinha feito uma asa na vida, então fui pesquisar na internet algumas figuras de asas, vi a anatomia de uma de forma esquemática, e isso me deu uma ideia de como poderia fazer as asas dos meninos. Achei uma figura de pena e fui testando os tamanhos até achar o tamanho adequado ao tamanho deles. E seguindo o modo como estava no esquema do desenho, eu fui montando as asas.

Achei que o resultado com papel ficou fantástico! Mas numa próxima oportunidade vou tentar fazer com outro tipo de material que não rasga, porque essas asas não vão durar muito, os meninos amaram brincar com elas!…

Anatomia de uma asa e as asas confeccionadas ao lado. A invencionice deu certo!

Anatomia de uma asa e as asas confeccionadas ao lado. A invencionice deu certo!

Processo criativo das roupas

As roupas foram simples, pois eu tinha apenas meio metro de cetim de cada cor. Então, dei uma volta sob os braços e amarrei nos ombros. Depois vesti as asas amarrando com a passamanaria dourada e aproveitei-a de forma a fazer um cinto com ela, marcando a cintura deles na última volta.

Meus Arcanjos

José Felipe foi São Miguel, José Tomás foi São Rafael e José Afonso foi São Gabriel. Para Afonsinho eu não fiz asas, pois como ele ainda não anda não teria como amarrá-las nas costas dele. Mas de qualquer forma, está valendo!

Os meus Arcanjos!

Os meus Arcanjos!

Atividade de colagem

Este ano fiz atividade de colagem com Felipinho e Tomazinho. Deu super certo, eles amaram e queriam mais! Pena que fiz pouco porque achei que talvez não fossem se interessar tanto… (Nunca subestime o interesse de uma criança!)

Fui ajudando e conduzindo a colagem. Imprimi os três arcanjos, os santos padroeiros dos meninos, mais os santos padroeiros meus e do meu marido, e eles foram colando no papel (e eu arrumando as figuras que iam ficando de ponta-cabeça antes que a cola secasse! rsrsrs…). Depois afixamos as folhas numa das portas da sala para ficar em exposição para mostrar ao papai quando ele chegasse do serviço.

Atividade de colagem com os santos padroeiros e de devoção.

Atividade de colagem com os santos padroeiros e de devoção.

Atividade de cozinha

Também resolvi fazer biscoitos. Minha sogra deu para os meninos um kit cookies com moldes para cortar, e usei os formatos de estrela, círculo, coração e urso, que transformei em “alminhas” (dobrando as orelhinhas do bicho e encompridando os pezinhos haha…).

Cookies de amendoim no formato de "alminhas", coração, círculo e estrela para a Festa de Todos os Santos!

Cookies de amendoim no formato de “alminhas”, coração, círculo e estrela para a Festa de Todos os Santos!

Escolhi esses moldes propositadamente. Cada molde que ia cortando eu ia dizendo que estávamos fazendo estrelas porque estávamos comemorando a Festa de Todos os Santos, que estavam lá no Céu, o círculo era o sol, o coração eram os corações que pertenciam a Deus e também estávamos fazendo alminhas, as alminhas que já estavam no Céu, e nós, assim como elas, também iríamos pra lá um dia, com a graça de Deus, e comemoraríamos esta data também junto com todos os santos e anjos lá no Céu.

A receita dos biscoitos eu inventei na hora (colocarei a receita em outro post pois preciso acertar as medidas de alguns ingredientes), os meninos quiseram tocar a massa para sentir a textura, cortaram biscoitos, foi ótimo pra eles. Depois foi esperar assar e comer.

O dia foi bom, apesar do mal estar causado pela virose. Amei cada pedacinho do dia com meus filhos, falando, mesmo que de forma simples, sobre a Festa de Todos os Santos.

E você, como comemorou a Festa de Todos os Santos com sua família? Conta aqui nos comentários!!

Salve Maria Imaculada!!!


Comentários ( 2 )

Deixe uma resposta