Minha Consagração de escravidão a Jesus Cristo pelas mãos de Maria Santíssima

Por Melissa Bergonso
Ontem, 07 de Outubro de 2013, foi um dia muito, mas muito especial para mim, pois foi o dia da minha Consagração de escravidão a Jesus Cristo pelas mãos de Maria Santíssima, pelo método de São Luís Maria Grignion de Montfort!! Eu tinha planejado fazer uma festinha em casa, com direito a bolo, decoração e tudo o mais, comprei até o material para fazer flores de craft para fazer um tutorial no blog com antecedência, mas com a correria da semana e do dia, não deu tempo. Mas, enfim, o principal aconteceu: minha Consagração! ô dia feliz!! Na realidade, eu e meu marido fizemos nossa Consagração, então a festa foi dupla! ^_^

Meu buquê de rosas para Nossa Senhora

Nosso dia foi muito simples. Eu e meu marido acordamos, rezamos as orações de costume e mais as orações da preparação à Consagração. Almoçamos. Fomos à floricultura comprar um buquê de rosas para depositar nos pés do altar de Nossa Senhora na igreja. Pedi para fazerem um buquê contendo 15 rosas, uma para cada mistério do Rosário. Fomos para a igreja, nos confessamos, rezamos o Rosário, assistimos à Missa, comungamos e depois fizemos nossa Consagração diante do Sacrário. Quando eu comecei a dizer, seguindo a fórmula da consagração, “Eu, Melissa…”, me emocionei… a minha voz sumiu e meus olhos se encheram de lágrimas… foi algo inexplicável e totalmente involuntário. Ainda bem que meu marido estava do meu lado, lendo a Consagração dele, assim eu ia tentando falar com o som que me sobrava, praticamente um “sopro” de fala, junto com ele. Foi uma sensação indescritível. Senti-me tão feliz, embora sem voz e com os olhos embaçados! rsrs… Depois, ao fim da nossa Consagração, eu depositei o buquê de rosas nos pés do altar de Nossa Senhora, como tributo de Consagração. Foi tudo muito simples, mas tão marcante! Eu amo demais a data da Festa de Nossa Senhora do Rosário, então pra mim foram duas festas numa festa só!

Meu buquê de rosas para Nossa Senhora
A Consagração de escravidão a Jesus Cristo pelas mãos de Maria Santíssima nos faz depender em tudo de Nossa Senhora para chegarmos a Jesus e melhor glorificá-lo. Ao fazer esta consagração, damos TUDO o que possuímos a Nossa Senhora: nossos bens temporais e espirituais, nossas orações, nossos sacrifícios, tudo, tudo, tudo deixamos nas mãos dEla para que Ela tome conta e disponha conforme queira. A partir da Consagração de escravidão a Jesus Cristo pelas mãos de Maria Santíssima, passamos também a ser seus escravos de amor. Diz São Luís de Montfort:
Por esta prática, fielmente observada, dareis a Jesus Cristo mais glória em um mês, que por qualquer outra, embora mais difícil, em muitos anos. Eis as razões do que afirmo:

1º. Porque, fazendo vossas ações pela Santíssima Virgem, como esta prática ensina, abandonais vossas próprias intenções e operações, ainda que boas e conhecidas, para vos perder, por assim dizer, nas da Santíssima Virgem, embora as desconheçais; e por aí entrais a participar da sublimidade de suas intenções, que foram tão puras, que ela deu mais glória a Deus, pela menor de suas ações, por exemplo, fiando na sua roca, dando um ponto de agulha, do que um São Lourenço estendido na grelha, por seu cruel martírio, e mesmo que todos os santos por suas mais heroicas ações; pelo que, durante sua vida neste mundo, ela conquistou tal soma inefável de graças e méritos que se contariam antes as estrelas do firmamento, as gotas d’água do mar e os grãos de areia das praias; e ela deu mais glória a Deus que todos os anjos e santos reunidos e como eles jamais deram nem poderão dar. Ó prodígio de Maria! vós só podeis realizar prodígios de graça nas almas que querem de boa mente abismar-se em vós.

2º. Porque uma alma, por esta prática, considerando nada tudo o que pensa ou faz por si mesma, e pondo todo o seu apoio e complacência nas disposições de Maria, para aproximar-se de Jesus Cristo e até para falar-lhe, pratica mais humildade que as almas que agem por si mesmas, que se apoiam e comprazem nas próprias disposições. Consequentemente, ela glorifica mais altamente a Deus, que só é glorificado perfeitamente pelos humildes e pequenos de coração.

3º. Porque a Santíssima Virgem, querendo, por uma grande caridade, receber em suas mãos virginais o presente de nossas ações, dá-lhes uma beleza e brilho admiráveis; ela mesma as oferece a Jesus Cristo, e Nosso Senhor é assim mais glorificado que se nós lhas oferecêssemos por nossas mãos criminosas.

4º. Enfim, porque nunca pensais em Maria, sem que ela, em vosso lugar, pense em Deus. Nunca a louvais nem honrais, sem que ela convosco louve e honre a Deus. Maria está toda em conexão com Deus, e com toda a propriedade eu a chamaria a relação de Deus, que só existe em referência a Deus, o eco de Deus, que só diz e repete Deus. Santa Isabel louvou Maria e chamou-a bem-aventurada, porque ela creu, e Maria, o eco fiel de Deus, entoou: “Magnigicat anima mea Dominum — Minha alma glorifica o Senhor” (Lc 1, 46). O que fez nessa ocasião, Maria o faz todos os dias; quando a louvamos, amamos, honramos ou lhe damos algo, Deus é louvado, amado, honrado, e recebe por Maria e em Maria.

(Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem. n-222-225).
Recomendo fortemente que todos os que amam Nossa Senhora e Nosso Senhor façam esta Consagração de escravidão a Jesus Cristo pelas mãos de Maria Santíssima segundo o método de São Luís de Montfort. O livro dele, “Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem“, contém os passos para a consagração, mas eu comprei um livro específico com exercícios espirituais, que ajudam a meditar melhor o que São Luís propôs no seu tratado. O livro dos exercícios espirituais que comprei é excelente e eu recomendo muitíssimo! O título é: “Exercícios Preparatórios para a Consagração de São Luís Maria de Montfort“, escrito pelo Pe. J. M. Dayet, SMM, e pode ser comprado no site da Editora Pinus. Que riqueza de meditações!!! São leituras em que colocamos os olhos e não queremos parar de ler de tão belas e profundas! Concomitantemente com cada meditação do dia, o Pe. Dayet também recomenda alguma leitura do “Imitação de Cristo”, de Tomás de Kempis, e também alguma leitura do Evangelho. São 30 dias de preparação. O ideal é escolher uma data de Nossa Senhora para fazer a consagração. Ainda temos alguns dias neste ano com tempo: 15 de Novembro (Nossa Senhora do Rocio), 21 de Novembro (Apresentação de Nossa Senhora), 27 de Novembro (Nossa Senhora das Graças), 8 de Dezembro (Imaculada Conceição), 10 de Dezembro (Nossa Senhora de Loreto) e 12 de Dezembro (Nossa Senhora de Guadalupe). Ainda dá tempo de fazer sua preparação e consagração! ;-)

Eu não tenho palavras para descrever o que é ser uma escrava de amor de Maria Santíssima, minha Mãe e Senhora, a quem tudo dei! Só sei que estou muito, muito feliz! ^_^

Salve Maria Puríssima!!

—————
Nota: Não estou ganhando nada com a indicação do link do livro de exercícios espirituais. Indiquei-o apenas para facilitar ao leitor que porventura queira adquiri-lo.


Comentários ( 26 )

  • Ah, esqueci de comentar que graças à você entendi o que é se vestir com modéstia. Ainda estou longe de praticar a modéstia, mas estou no caminho! Abraços. Salve Maria!

  • Agora se prepare, pois Ela nos dá os mais pesados “presentes”… rsrs

    Felicito-me por você e seu marido. Que Maria te lembre sempre que sois Dela.

  • Salve Maria!

    Que lindo, Melissa!
    Fico muito feliz por vocês!
    No dia da minha consagração também me senti assim, me consagrei diante do Sacrário também, sozinha, mas me senti tão amada, até hoje mal consigo acreditar!

    Débora
    (obs.: não consegui abrir minha conta do workpress para comentar…)

    • Oi, Débora! Obrigada!
      Que lindo! É realmente uma sensação indescritível, né!?

      Ah, sem problemas. Hmm… estranho você não ter conseguido abrir sua conta do wordpress pra comentar. Talvez seja algum problema temporário no formulário do google (como às vezes acontece hehe).

      Beijos e fica com Deus!! Salve Maria!

  • Nossa!!! Me emocionei demais! Li no face um tempo desse que você estava mesmo querendo se consagrar … Rezei pra Nossa Senhora pra que ela te ajudasse bem! Eu fiz a minha há 4 meses… até hoje me lembro do dia. O Pe. Daniel fez a minha consagração, junto com algumas primas. Nossa, foi o melhor dia da minha vida!!! Fiquei feliz por você!!! Que Maria Santíssima passe na frente de tudo em sua vida e na vida do seu marido também!!!

    • Oi, Paulinha!! Muito obrigada pelas orações!! E que maravilha você ter feito sua consagração com o Pe. Daniel! Deve ter sido muito bonito!
      Amém!!
      Fica com Deus! Salve Maria!

  • Na verdade, Melissa, além dos dias 8 e 15 de dezembro que você citou, tem dia 18 de dezembro: dia de Nossa Senhora do Parto (ou Nossa Senhora do Ó), e em novembro também: 15 – Nossa Senhora do Rocio, 21 – Nossa Senhora da Apresentação e 27 – Nossa Senhora das Graças e da Medalha Milagrosa. Se alguém quiser ver os dias festivos de Nossa Senhora vejam, achei interessante: http://pt.wikipedia.org/wiki/Anexo:Lista_de_datas_comemorativas_de_Maria_(m%C3%A3e_de_Jesus) ^^

    E que tamanha graça é a consagração da escravidão! É preciso confessar de todo o coração e com todos os homens: ‘Domine non sum dignus’; quem se consagrou bem sabe disso…
    Agradeço a sua partilha a respeito da sua consagração, Melissa, porque me fez ver quão mesquinha foi a minha preparação e o ato da minha consagração (no ano passado), e com isso me entristeço demais, porque pra mim foi tudo tão “corrido” e, infelizmente, consistiu em superficialidade: esse é o grande perigo, preocupar-se mais com o exterior e deixar o que há de mais essencial, como diz São Luís. Peço as suas orações por mim nesse quesito…
    Além do mais, preciso ler mais artigos seus, que são simples e sábios, como Maria. =)

    Que o bom Deus conceda a você a sua família as graças para amá-Lo mais ternamente!
    Beijos! Salve Maria!

    • Oi, Rafaela!

      Nossa, eu me esqueci desses outros dias!! (o dia 15 de Novembro eu coloquei no post). Obrigada por ter colocado aqui! Vou acrescentar no texto. ^_^

      Não se entristeça pelo o que passou, Rafaela. Este ano, quando você for renovar sua Consagração, faça tudo com mais calma. As meditações do livro que eu indiquei, “Exercícios Preparatórios para a Consagração de São Luís Maria de Montfort”, escrito pelo Pe. Dayet, são excelentes! Ele mesmo aconselha a fazermos as meditações das três semanas finais, em preparação da renovação anual da nossa Consagração. Se você puder comprar este livro, compre, lhe garanto que você não vai se arrepender!!

      Tenha certeza que lhe incluirei em minhas orações. Não se esqueça de me incluir nas suas também!

      Amém!! A você também!!
      Beijos e fica com Deus!
      Salve Maria Puríssima!!

    • Sim sim, em breve compro este livro! E também vou indicá-lo a outras pessoas que irão se preparar para se consagrar, não duvido que seja ótimo. Aliás, esse livro foi escrito em que ano??
      E você já está incluída nas orações, pois, aliás, nas intenções do Terço, peço sempre à Nossa Senhora pelos apostolados na internet, porque essa é aguinha que rega a semente que nós ajudamos a plantar, não é?
      E olha só, acabei de ver um post seu sobre o bolo de Escapulário, por isso, vou fazê-lo em breve, adorei a ideia! hehehe

      Fica com Deus, Melissa! Salve Maria puríssima!!

    • Oi, Rafaela!

      A edição que tenho é de 2012, mas o livro foi escrito em 1957, originalmente em francês. “Les Exercices Préparatoires à la Consécration de Saint Louis-Marie de Montfort”. As meditações são bem tradicionais. Quanto a isto você pode ficar bem sossegada! ^_^

      Obrigada! É, acho que você definiu bem, os apostolados virtuais são gotinhas de água que regam as sementinhas que ajudamos a plantar. :-)

      Ah, que bom que gostou do Bolo-Escapulário! hehe… Este ano eu ia fazer um bolo decorado pra Nossa Senhora do Rosário, mas não deu. Ano que vem, se Deus quiser, eu faço, ou este ano mesmo, em alguma festa dEla!

      Beijos e fica com Deus!
      Salve Maria Puríssima!!

  • Olá Melissa,estou,já há algum tempo sem computador em casa.O meu deu problema e já pela segunda vez o levei para o conserto.No trabalho dou uma olhada rápida no meu gmail,mas o tempo fica muito apertado para adicionar comentários.Dando,hoje,à noite,uma passada de vista nas entradas do meu gmail chamou-me atenção esse seu comunicado da experiência da sua Consagração de escravidão a Jesus Cristo pelas mãos de Maria Santíssima e Deus concedeu-me a graça de comungar um pouco da alegria dessa sua experiência.Parabéns Melissa e repasse também para o seu esposo as minhas felicitações.
    Nossa Senhora é aquela que correspondeu na íntegra ao Projeto e Plano de Deus a seu respeito,sem se desviar nem para a direita,nem para a esquerda,nem para cima,nem para baixo.A única criatura,plenamente humana,que jamais cometeu pecado algum.Absolutamente perfeita no cumprimento dos desígnios de Deus em sentimentos,pensamentos,palavras e ações,ocasionando a Plena Satisfação de Deus para com Ela,fazendo-A digna de ser alvo e experimentar Todo o Amor de Deus,concretizado na geração do Verbo feito Homem.Ela pôde,assim tornar-se uma com Deus e Ele um com Ela,numa comunhão tão perfeita em que a unidade,enquanto expressão de valor,passa a ser personalizada.
    Que a Santíssima Virgem encontre em você e em seu esposo toda docilidade necessária para conduzi-los ao grau de perfeição e santidade que Deus tem para vocês nesta vida.
    Salve a Santíssima e Imaculada Virgem Maria!!!

  • Parabéns Melissa!! Fiquei feliz e emocionada com o seu relato porque há poucos meses (no dia de Nossa Senhora do Carmo) também vivi a experiência da consagração de escravidão a Jesus pelas mãos de Maria.

    Imensa foi a Misericórdia de Deus comigo quando me ensinou a amar Sua Santa Mãe! Não é fácil viver a consagração nesse mundo tão cheio de turbulências, mas não nos faltará o auxílio de Nossa Bondosa Mãe. Rezarei por vc tb para que consigamos viver esta devoção.

    Parabéns pelo blog!!
    Salve Nossa Mãe Maria Santíssima!

    • Oi, Níris!!

      Fico feliz por você também!! Com certeza, não nos faltará o auxílio de Nossa Amada Mãe do Céu! :-D

      Obrigada pelas orações!! Também rezarei por você!

      Obrigada!
      Beijos e fica com Deus!
      Salve Maria Puríssima!!

  • Melissa, fiquei em dúvida em relação a algo (desculpe minha ignorância), mas quando você diz assim:
    “A Consagração de escravidão a Jesus Cristo pelas mãos de Maria Santíssima nos faz depender em tudo de Nossa Senhora para chegarmos a Jesus e melhor glorificá-lo”.

    Isso quer dizer que após a consagração não é indicado (ou mesmo permitido) que se faça orações diretamente à Jesus, só se faça orações pedindo a intercessão de Maria antes?
    Ou quer dizer que pela consagração, mesmo quando você ore diretamente à Deus, Maria vai interceder por você sempre?

    Não sei se fui clara na minha dúvida, se não entender tento explicar melhor.

    Outra dúvida, é muito prejudicial fazer a consagração fora dos dias indicados? Caso a pessoa precise de mais tempo para pensar, se preparar e começar a preparação oficial, mas ao mesmo tempo não queira esperar tempo demais (até o próximo dia de nossa Senhora).

    • Oi, Cynthia!

      Não é que não podemos pedir diretamente a Jesus, mas como somos “um vaso manchado” pelo pecado, independentemente de já havermos feito nossa Consagração, Deus pode rejeitar nossos pedidos, o que não acontece quando Nossa Senhora intercede em favor de nós, pois Ela é pura e sem mácula. São Luís de Montfort diz o seguinte:

      “O Pai não deu nem dá seu Filho senão por Ela, não suscita novos filhos senão por Ela, e não comunica as suas graças senão por Ela. Deus Filho não foi formado para todos em geral senão por Ela; não é formado e gerado todos os dias (nas almas), em união com o Espírito Santo, e não comunica os Seus méritos e virtudes, a não ser por Ela. O Espírito Santo não formou Jesus Cristo senão por meio d’Ela, e não forma os membros do seu Corpo Místico, a não ser por Ela; não dispensa os Seus dons e favores senão por Ela. Poderemos, sem uma extrema cegueira, depois de tantos e tão insistentes exemplos da Santíssima Trindade, passar sem Maria, não nos consagrar a Ela e nem depender d’Ela para irmos a Deus e nos sacrificarmos a Deus?” (Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem, n.140).

      Deus estabeleceu Maria Santíssima como Mediadora de todas as graças, Ela é a Tesoureira de Deus, então, todos os pedidos que fazemos sempre passam pelas mãos dEla; Deus a fez distribuidora de todos os Seus bens. Conforme diz o Pe. Roschini:

      “A Virgem Santíssima, segundo o ensinamento comum dos Teólogos, coopera, dependentemente de Cristo, na distribuição de todas e de cada uma das graças divinas que são concedidas por Deus a todos e a cada um dos homens, de modo que pode ser chamada com justiça a Dispensadora de todas as graças.” (Roschini, G. Instruções Marianas. São Paulo: Edições Paulinas, 1960, p.96.)

      Acredito que o texto Precisamos de Maria Mediadora vai lhe esclarecer sobre esta questão. Leia também os números 14-39 do Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem. Se ainda houver dúvidas, pergunte-me novamente!

      Sobre o dia para a Consagração, que eu saiba, não é obrigação, mas é costume que os devotos de Maria Santíssima escolham sempre um dia dedicado a Ela para fazerem a sua Consagração de Escravidão :-)

  • Entendi sim, Melissa… Minha dúvida inicial foi levantada pensando na questão do pai nosso, por exemplo,que é uma oração feita diretamente à Deus.

    =)

    • Que bom :-)

      Cynthia, o outro comentário do outro post que você me enviou eu não vou publicar, eu vou responder, por prudência, diretamente ao seu email. Se eu conseguir, ainda lhe respondo essa semana.

      Beijos!

Os comentários estão fechados.