Vamos, neste mês de Maio, conhecer, amar e honrar mais ainda nossa amada Mãe do Céu?

Por Melissa Bergonso
Nossa Senhora da Imaculada Conceição - 15 Mistérios do Rosário
Hoje começa o mês de Maio, mês dedicado a Nossa Senhora. Que tal aproveitar este mês para conhecer, amar e honrar mais ainda nossa amada Mãe do Céu? Você pode fazer algumas orações a mais que não costuma fazer nos outros meses, leituras e meditações próprias sobre Maria Santíssima. Algumas sugestões:
  • Rezar o Rosário completo todos os dias (Mistérios Gozosos, Dolorosos e Gloriosos). Tem gente que tem preguiça de rezar os 15 Mistérios do santo Rosário porque acha demorado e mesmo cansativo, mas eu posso garantir que quando rezamos o Rosário de Nossa Senhora com amor e devoção, esta maravilhosa oração nos é fonte de infinitas graças, nos enche de paz interior, nos faz saborear o encanto do céu e nos leva a amar Maria Santíssima de forma inigualável. Esta oração é tão poderosa e tão rica que a própria Virgem Santíssima proferiu as seguintes palavras ao Beato Alano de La Roche: “Quando você reza o Rosário, os Anjos regozijam-se, a SANTÍSSIMA TRINDADE deleita-Se, meu Filho alegra-Se e eu estou mais feliz do que se pode imaginar. Depois do Santo Sacrifício da Missa, não há nada na Igreja que eu amo mais que o Rosário.” (São Luís Maria G. de Montfort. O Poder, Valor e Santidade do Rosário. In O Segredo do Rosário. Belo Horizonte: Editora da Divina Misericórdia, 1997, p. 150).
  • Fazer leituras e meditações sobre Nossa Senhora. É de grande proveito e excelente para a alma lermos livros que os santos escreveram sobre Maria Santíssima, pois este tipo de leitura nos ajuda a meditarmos com ternura e suavidade sobre a vida, as virtudes, e as graças singulares de Nossa Senhora. Quanto mais nos aproximarmos de Maria, mais nos aproximaremos de Nosso Senhor Jesus Cristo e tanto mais caminharemos em direção à perfeição espiritual. Alguns livros que eu indico para leitura e meditação: Glórias de Maria (Santo Afonso de Ligório), Tratado da verdadeira devoção à Santíssima Virgem (São Luís Maria G. de Montfort). Cada dia você pode fazer a leitura e meditação de um trechinho de algum dos livros. No Glórias de Maria, ao final do livro, há um roteiro de leituras para serem feitas para cada dia do mês de Maio intitulado “MAIO COM MARIA”. São leituras que sempre terminam com uma oração a Nossa Senhora.
  • Estudar sobre Maria Santíssima. Isto é algo que pouca gente faz, geralmente as pessoas preferem se aplicar somente às devoções marianas populares, sem um estudo mais profundo sobre Maria Santíssima. Porém, estudar sobre Nossa Senhora faz um bem imenso à nossa alma, ao nosso coração e ao nosso intelecto! Como diz Pe. Roschini, “para amar sempre mais Maria e servi-la sempre melhor, é necessário conhecê-la, é necessário aprofundar-se, em toda sua magnificência, o grande e inefável mistério de Maria. E o meio ordinariamente mais eficaz para se adquirir esse conhecimento é o estudo.” (Pe. Gabriel Roschini, O.S.M. Instruções Marianas. São Paulo: Edições Paulinas, 1960, p.7-8). E ainda: “o estudo da Virgem Santíssima nos facilita o conhecimento e o amor da mesma Virgem. Não se ama senão o que se conhece. Não se ama senão imperfeitamente aquilo que só se conhece imperfeitamente. Quem quiser, portanto, amar Maria, quem quiser amá-la perfeitamente, terá necessidade de conhecê-la e de conhecê-la, tanto quanto for possível, perfeitamente.” (Ibidem, p.11). Então, pois, para o estudo da Santíssima Virgem, indico este maravilhoso livro Instruções Marianas do Pe. Roschini. Nele você encontrará todo um roteiro e temas de estudo que ele mesmo planejou e sistematizou.
Que este mês de Maio seja um santo mês para todos nós!!
Salve Maria Santíssima!!!

Comentários ( 4 )

    • Olá, Jana!

      É importante saber que, como afirma São Luís de Montfort, “o santo Rosário, na forma como é rezado presentemente [ou seja, com a meditação dos Mistérios Gozosos, Dolorosos e Gloriosos], foi inspirado à Igreja, e dado pela Santíssima Virgem a São Domingos, no ano de 1214, para converter os hereges albigenses e os pecadores, conforme relatou o Beato Alano de la Roche.” (As origens do Rosário). Desde o estabelecimento do Rosário por São Domingos ele foi chamado de “o Saltério de Jesus e da Virgem”, porque contém 150 Ave Marias, que é o mesmo número dos Salmos de Davi. Nossa Senhora disse ao Beato de la Roche que “depois do Santo Sacrifício da Missa, não há devoção mais excelente e mais meritória do que o Rosário, que é como que um segundo memorial e representação da vida e da paixão de Jesus Cristo.” Portanto, pelas mãos e pelas palavras da própria Virgem Maria vemos que a oração do Rosário com a recitação dos mistérios Gozosos, Dolorosos e Gloriosos é mais que suficiente para meditar na Vida, Paixão e Morte de Nosso Senhor Jesus.

      Sobre os mistérios Luminosos, eles foram criados por João Paulo II e sua recitação não é obrigatória. Em sua Carta Apostólica Rosarium Virginis Mariae, João Paulo II mesmo disse que os mistérios Luminosos são de “livre valorização de cada pessoa e das comunidades”, deixando, portanto, facultativa sua recitação e adesão.

      Fica com Deus!
      Salve Maria!

Deixe uma resposta