Litania da Beleza de Maria Santíssima, a mais bela de todas as mães!

Por Melissa Bergonso
Nossa Senhora do Bom Remédio - Escultura de Francisco Romero Zafra
N.S. do Bom Remédio – Escultura de Francisco Romero Zafra

Hoje é Dia das Mães. Rezemos por nossas mães, vivas e falecidas. Lembremos também, neste dia, de modo especial, de nossa Mãe do Céu. O quanto Ela tem nos ensinado! Quanto não devemos, nós, aos seus cuidados maternos para conosco, para com nossas almas? Quer ser uma boa mãe? Imita em tudo Maria Santíssima. Ela é exemplo e esplendor de todas as virtudes e de toda beleza! Quem nunca achou sua mãe terrena a mais bela de todas as mães? “Minha mãe é a mais bonita!!” Toda criança já proferiu esta sentença ao menos uma vez na vida. E como essa frase é bela! É como uma brisa suave e um carinho profundo feito no coração da mãe que a escuta. A fala de uma criança é a mais pura, vem do fundo alma, ela fala com convicção “minha mãe é a mais linda!!”… E olhando com meus olhos espirituais para minha e nossa Mãe do Céu, eu também digo, com coração de menina: minha Mãe é a mais Linda!!! Linda, belíssima! A mais bela de toda a criatura já criada em todo o universo! Maria Santíssima é a obra-prima de Deus! Não há, não existiu e nem nunca existirá uma criatura mais bela do que Ela. Falando sobre os privilégios de Maria Santíssima, Pe. Roschini afirma que:

[…] se fosse dado a cada filho poder escolher e preparar sua própria mãe, como a escolheria e a faria bela, perfeita, enriquecida com os valores mais raros! Pois bem, Deus podia fazer e fez, de fato, o que nós não podemos fazer. Podia escolher e criar para si a Mãe que seria sua. E não há dúvida de que devia escolhê-la e formá-la digna de si mesmo, isto é, perfeita. Bastariam, pois, essas reflexões para logo reconhecer em Maria a obra-prima de Deus. “Una est perfecta mea”, diz Deus nos Cântico dos Cânticos. “Uma é a minha obra-prima”: Maria. De fato, revestiu-a de tais e tantas perfeições que a tornou, como diz Santa Matilde[1], um microcosmo, um pequeno mundo, em cuja criação pôs maior solicitude do que no criar o universo. Ela é como um compêndio admirável de todas as perfeições espalhadas por Deus na criação, no mundo visível e invisível.[2]

E já que Nossa Senhora, a mais bela e perfeita de todas as mulheres, é verdadeiramente nossa mãe, como homenagem do * Mulher Católica * à nossa amada Mãe do Céu, e também à todas as mamães que acompanham este blog, transcrevo abaixo um texto escrito por Santo Afonso Maria de Ligório: a Litania da Beleza de Maria Santíssima! É impossível não verter lágrimas torrenciais dos olhos ao final do texto!

Peçamos à Puríssima Virgem para que Ela interceda por nós e nos ensine a sermos boas e santas mães! Que nós, mulheres católicas, pelo nosso esforço de imitarmos Maria Santíssima em tudo, possamos ter, pelo menos, um tracinho de Sua refulgente beleza estampada em nossas almas e em nossos corações, para que assim possamos refletir, nem que seja de modo desbotadamente pálido, a beleza de nossa Mãe do Céu!

Ó rainha dos anjos, como o céu vos fez bela, perfeita! Vós sois tão bela, tão cheia de graça, que vossos atrativos divinos arrebatam os corações. Quando vos contemplamos, tudo mais nos parece feio e disforme, toda beleza se eclipsa, toda graça empalidece, como desaparecem as estrelas ao nascer do sol. Beleza da natureza, flor e pérola de todas as criaturas, encanto, ornamento de toda a criação, imagem e espelho de Deus, vós tendes os lábios de Sara, cujo sorriso alegra o céu e a terra; o doce e terno olhar da fecunda Lia, com o qual vós feris o coração de Deus; o esplendor do rosto da bela Raquel, que eclipsa os raios do sol; as graças e os encantos da discreta Abigail, com os quais aplacais a cólera de Deus, irado com nossos pecados; a vivacidade e a força da valorosa Judite, que vos fazem triunfar dos corações mais obstinados. Augusta Soberana, do oceano imenso de vossa beleza derivam os rios de beleza e de graça para todas as criaturas. É imitando o ouro de vossos belos cabelos, cujos cachos descem com admirável descaso sobre vosso colo e vossas espáduas de marfim, que o mar aprendeu a irisar tão esplendidamente suas vagas. A inalterável serenidade de vossa fronte, a calma e a paz que reinam em vossa face, ensinaram às nossas fontes transparentes a permanecerem firmes e tranquilas em seus profundos mananciais. Para fazer brilharem com mais luz suas linhas radiosas, para matizar suas várias cores, para arquear-se com mais graça, o arco-íris se esforça por imitar a imagem formosa de vossa pessoa. A brilhante estrela da manhã e a da tarde são centelhas de vossos olhos. O lírio de prata e a rosa purpurina roubaram as cores de vossas faces. A púrpura e o coral almejam ciumentos pelo encarnado de vossos lábios. O leite mais doce, o mel mais precioso procedem de vossa boca. O jasmim odoroso e a rosa perfumada de Damasco tomaram seus doces perfumes de vosso hálito. Em uma palavra, ó minha Rainha, toda beleza criada é uma sombra e imagem de vossa beleza. O céu e a terra se põem a vossos pés; são tão pequenos e vós sois tão grande, que os enriqueceis, tocando-os. A estrela de prata se estima feliz por servir-vos de escabelo e a irradiação do sol se torna mais resplandecente quando vos envolve em seus raios, como em um manto. Ó belo céu, céu puro e sereno, que haveis encerrado em vós a imensidade dAquele que o universo adora sem poder contê-lo! Ó belos olhos que conquistaram os corações! Ó lábios purpurinos que escravizam as almas! Ó mãos cheias de flores e de graças! Ó criatura sem defeito, que eu teria tomado como Deus, tal é em vós o ar de divindade, se a fé não me ensinasse que não sois Deus! Ó Maria, bela sobre todas as criaturas, amável, depois de Jesus, mais do que tudo que há de mais digno de amor; preciosa mais do que toda a criação; graciosa mais do que a própria graça; lançai sobre mim um olhar de amor, um só olhar e isso me bastará![3]


FELIZ DIA DAS MÃES!!!!
Salve Maria Santíssima, nossa amada Mãe do Céu, a mais bela de todas as mães, a Bendita entre todas as mulheres[4]!!
—————
[1] Revelationes, c. 42, Paris, 1513, f. 164.
[2] ROSCHINI, G. Instruções Marianas. Tradução de José Vicente. São Paulo: Edições Paulinas, 1960, p.117-118.
[3] Santo Afonso Maria de Ligório apud ROSCHINI, Ibidem, p.205-206.
[4] Lucas 1, 42.

Comentários ( 2 )

  • Tudo em ti respira majestade, esplendor, Rainha incomparável! Virgem gloriosa e bendita!!!

  • Maria, tu ultrapassas o esplendor de todos os eleitos! Contemplando a tua excelsa glória, mal posso crer que sou tua filhinha… Agora só desejo cantar sobre teus joelhos, Virgem, porque te amo! Quero dizer para sempre que sou tua filhinha!

Os comentários estão fechados.