Reformando e transformando: da calça ao tapete #2!

17/08/2012 Costura 4 Comentários
Por Melissa Bergonso
 
Como prometido no post Reformando e transformando: da calça ao tapete!, aqui está meu outro tapete! Antes de tudo, gostaria de dizer que não me importa se ele ficou bonito ou feio, importa-me que achei uma utilidade para algo que estava fadado ao fogo! A santidade começa com água e sabão, então a gente precisa se esforçar para agradar a Deus. E, pensando nas roupas que deixamos de usar, uma boa forma de fazer isso é transformando uma peça de roupa ruim (no caso, a calça comprida, que fere e desmerece a modéstia) em algo útil para nosso lar.
 
Só quem mexe com costura e reforma sabe o trabalho que dá tentar transformar uma peça de roupa em algo totalmente diferente, então, é bem comum que a coisa transformada fique aquém das expectativas. Sei que teve gente que não gostou do que eu fiz (comentários mal educados denunciam), mas o que se pode fazer? Nem sempre se consegue agradar a todo mundo mesmo…! Porém, modéstia à parte, eu fiquei bem satisfeita com o resultado do meu trabalho. Engenhocas assim não é todo dia que se faz e, para fazê-las, tem que se ter coragem, porque a gente pode facilmente estragar tudo num piscar de olhos (ou cortar de tesouras hehe…).
 
Enfim, vamos às fotos e às explicações!
 
Calça desmontada
 
Estas são as partes da frente da minha ex-calça. Eu emparelhei o gancho com a barra para aproveitar melhor as peças e deixar o tapete mais simétrico.
 
Calça alfinetada
 
Como eu não quis aproveitar a parte escura do jeans neste tapete, eu alfinetei o avesso e costurei as duas partes com ponto de overloque para evitar que o jeans desfiasse (e assim o acabamento ficou melhor também).
 
Calça overlocada
 
Depois eu virei o tecido de novo para o lado direito e alfinetei o meio, fixando-o bem, para então passar o ponto de bordado.
 
Calça alfinetada
 
Desta vez escolhi um ponto de bordado diferente, tipo redinha, e utilizei uma linha na cor rosa choque.
 
Calça bordada
 
Depois de bordado e costurado o centro, eu medi as laterais para cortar direitinho, deixando o tapete retangular. As peças possuíam irregularidade de corte devido à modelagem da calça, então precisei ajustar a medida. Para facilitar o corte, eu coloquei alguns alfinetes para funcionarem como “linha-guia”, seguindo o fio reto do tecido, mas se você tem giz, você pode riscar, é mais prático.
 
Calça para corte  Calça para corte
 
Calça para corte
 
Cortando a parte marcada…
 
Tapete cortado
 
Já ficou com uma cara melhor, né? ☺
 
Tapete alfinetado para bordar
 
Para finalizar, eu apliquei o mesmo bordado de redinha na borda do tapete. Dobrei mais ou menos 1,5cm de tecido para o avesso e alfinetei tudo antes de passar na máquina. Porém, antes de bordar, eu aconselho a passar ponto overloque na barra, assim o tecido que ficar no avesso não vai desfiar.
 
Tapete pronto bordado
 
Tapete pronto!
 
Tapete pronto bordado
 
Como o jeans tinha stretch, não teve jeito, ele ficou cheio de ondinhas por causa da costura. Enfim, nem sempre tudo sai como o esperado…
 
Tenho ainda algumas outras peças de roupa para reformar e transformar. Conforme eu for fazendo, vou mostrando! Espero que possam servir de inspiração!
 
Que estas pequenas sugestões de reforma e reaproveitamento que estou postando no Mulher Católica sejam um incentivo para as moças e mulheres que desejam colocar a mão na massa sem medo de errar ou de fazer feio, afinal, na costura, muitas vezes é errando que se aprende! Coragem, meninas!
 
Fiquem com Deus!
Salve Maria Santíssima!

Comentários ( 4 )

  • Melhor ter um tapete feio para pisar do que pisar no Sagrado Coração de Jesus;)

    Fica com Deus!

    Ps: Dê graças à Deus de te livrar dessa calça kkkkk

    • hahahaha… verdade, Fer!!!!

      Com certeza dou graças a Deus de me livrar dessa calça! Não sabe como estou feliz de ter dois tapetes meia-boca, “feios” e “estranhos”!! hihi…

      Beijos! Fica com Deus!!

  • Parabéns Melissa… Foi feito com carinho e amor por suas mãos e isso é o mais importante.
    Estou nesse processo de mudança, meu interior me pede pra usar roupas modestas, as vezes passo pela tentação de achar que não é necessário, mas chegarei lá. No momento uso o que tenho porque fiz um propósito de não comprar roupas por três meses, alias, já tinha um tempão que eu não comprava. Eu sempre fui magrinha, depois da gravidez do meu primeiro filho (com 8 anos) eu passei por uma “depressão”(2005 a 2009)e engordei muito com os medicamentos, ai desfiz das minhas roupas. Depois emagreci de novo mas engravidei novamente e hoje tenho mais um menino com 1 a e 2meses. Estou emagrecendo de novo, por isso vou esperar um pouquinho mais pra comprar. Enquanto isso meu coração se convence mais e mais da importância da modéstia.

    Abraços,
    Deus abençõe! Salve Maria!

    • Oi, Silvana! Obrigada!

      Fico feliz que seu coração pulsa pela modéstia. Tem dedinho de Nossa Senhora aí, pode ter certeza! :D

      É comum a gente sofrer algum tipo de tentação no início da caminhada, mas Nossa Senhora nos ajuda a compreendermos a importância da modéstia cristã cada vez mais e mais. Como boa Mãe, Ela sabe muito bem como nos ensinar!

      Espero que logo você possa conseguir mudar seu guarda-roupa. Sei como é engordar e emagrecer, é difícil mesmo a gente se acertar com roupas. Mas em breve, se Deus quiser (e Ele quer!), você vai conseguir!

      Fica com Deus! Salve Maria!

Deixe uma resposta