É possível adentrar no caminho da modéstia no vestir sem comprometer o orçamento familiar?

Por Melissa Bergonso

Sempre quando nos dispomos a mudar de vida para agradar mais a Deus, surgem-nos mil e uma dificuldades. Para quem quer adentrar no caminho da modéstia cristã no vestir, algumas dificuldades são bem específicas, como a questão orçamentária versus a renovação das roupas.

Depois de aprendermos mais profundamente sobre a modéstia no vestir e de nos darmos conta de que precisaremos nos desfazer de várias roupas inadequadas a uma pessoa cristã [se não todas, praticamente a maioria que temos em nosso guarda-roupa], surge quase que um nó na alma e nos perguntamos: “como será possível?”, já que custa muito caro comprar roupas novas, ainda mais se elas serão a maioria do nosso futuro guarda-roupa modesto.

De fato, não é nada barato mudar todo o guarda-roupa de uma só vez. Porém, ao invés de darmos fim às roupas ruins [já que a maioria de nós não nasceu em berço de ouro e nem tem dinheiro “jorrando” da carteira], podemos fazer algumas adaptações e utilizar algumas peças de roupas combinando-as com outras. Claro que essa não é a opção ideal, mas é uma opção real, viável e possível.
Separando as roupas
Algo que podemos fazer para agilizar e viabilizar o processo de mudança do nosso guarda-roupa é criar categorias para nossas roupas e separá-las por ordem de importância.
Primeiramente, devemos procurar as roupas 100% modestas que temos no armário. Estas seriam: 1) saias longas, pela canela ou com pelo menos um palmo abaixo do joelho (mais ou menos 20cm); 2) blusas sem decotes; 3) blusas com mangas longas, mangas ¾ , no cotovelo, ou no mínimo na metade do braço; e roupas semelhantes. Devemos lembrar que nenhuma dessas peças devem ser coladas ao corpo ou feitas de material transparente.
Em segundo lugar, devemos separar peças que tenham alguma parte modesta, como por exemplo, vestidos longos, porém sem mangas e/ou com decotes.
Em terceiro lugar, devemos separar as peças completamente imodestas, tais como: 1) calças jeans, leggings, e coisas do gênero; 2) blusas de alças, blusas sem mangas e blusas decotadas; 3) minissaias, saias curtas, entre outras.

Vestindo-se com modéstia

As roupas 100% modestas não necessitam de nenhuma explicação sobre “o que fazer”.

Já as roupas que não são completamente modestas precisam ser combinadas com outras peças para garantir o recato e o pudor. Por exemplo, se você possui um vestido longo, porém decotado e sem mangas, você pode [para cobrir o colo, os ombros e os braços]: 1) usar um casaquinho por cima ou 2) usar uma camisetinha com mangas por baixo. Fazendo isso, você utiliza as roupas que você tem em casa sem ferir a modéstia e o pudor e sem gastar um centavo a mais!

Quanto às roupas que não são modestas, existem algumas [poucas] opções de uso [somente] com combinação. Por exemplo: uma blusa de alcinha pode ser usada por baixo de um vestido ou de uma blusa de cor clara para evitar a transparência do tecido devido à sua cor. Geralmente essa transparência ocorre bastante com roupas na cor branca e em tons pastéis.

Realmente, o ideal seria se você não precisasse combinar roupas para ficar modesta. Porém, fazendo essas combinações, você ocupa o que tem no guarda-roupa sem ferir, inicialmente, seu orçamento familiar.
Não tenho nenhuma roupa modesta! E agora?
Obviamente, nem todas as mulheres terão roupas modestas em seus guarda-roupas. Pode acontecer de não possuírem sequer uma única peça de roupa modesta. E neste caso, o que se faz?
Primeiramente tenha em mente que se você quer mudar, Deus, que tudo sabe e tudo vê, conhece também sua disposição interior. Claro que isso não quer dizer que você deva estacionar no progresso da virtude e simplesmente desistir de mudar o modo como se veste por conta de dificuldades momentâneas, sejam elas financeiras ou de “perseguição” pela mudança de vida. Lembre-se que Deus sempre provê o que é necessário aos seus filhos, especialmente àqueles que confiam nEle com todo o coração e que se abandonam à Sua santa Vontade.
Em segundo lugar, faça um propósito de mudança, nem que seja comprando uma peça de roupa modesta por mês. Se não puder uma por mês, compre a cada dois meses ou conforme seu orçamento lhe permitir.
Em terceiro lugar, procure uma costureira ou aprenda a costurar. Infelizmente, é muito difícil encontrar roupas modestas para serem vendidas em lojas comuns. Com uma boa costureira, a modéstia não será difícil de alcançar, pois é você quem vai indicar os modelos de roupas e os tamanhos das mesmas.
O que faço com as roupas inutilizáveis?
É muito importante ter em mente que as roupas demasiadamente curtas devem ser extirpadas do armário sem dó nem piedade, assim como as roupas justas ou que colem ao corpo. Porém, para essas peças, nem pense em doação! O que não presta para nosso próprio uso [por ser indecente] também não presta para o uso do nosso próximo. As roupas imodestas podem ser transformadas e usadas para outros fins, como por exemplo, virando tapetes, seguradores de portas, almofadas, etc., ou elas podem até mesmo ser reformadas, criando novas peças de roupas. Num próximo artigo, falarei com mais detalhes sobre isso e tratei algumas ideias para serem postas em prática!
E quanto às dificuldades…
Não se preocupe com as dificuldades do novo caminho a seguir e não tenha medo. Deus é infinitamente misericordioso e jamais nos deixa na mão, ainda mais quando nos dispomos a agradá-Lo e a mudar de vida, não importa quantas dificuldades encontraremos pela frente. Saiba que Deus derrama abundantes graças sobre a alma que se abre e se entrega a Ele com toda a confiança.
Para finalizar, pergunto de novo: É possível adentrar no caminho da modéstia no vestir sem comprometer o orçamento familiar? A resposta é: Sim, com certeza! A cada dia um novo passo, e sempre um passo à frente. Não desista. Deus sempre ajuda quem tem boa vontade e disposição para mudar de vida.
Que a Virgem Santíssima, nossa dulcíssima Mãe, conduza a cada uma de nós na luta pela pureza, pela modéstia, na entrega completa a Deus, na plena realização de Sua santa Vontade e na busca da perfeição cristã. No quesito da modéstia no vestir, temos uma Mãezinha que nos cuida com muito amor e que é nosso excelso modelo a seguir, portanto, siga-mo-La! sem medo e sempre avante!

“Vesti com modéstia e muito pudor. Olhai como veste a Mãe do Senhor!”

Ó Virgem Puríssima, rogai por nós!

Leia também:

Comentários ( 18 )

  • Adorei o texto. Quando vc fala que Deus ajuda, é verdade mesmo. Quando eu usava calça, só tinha duas e 4 ou 5 blusas. Vivia com o pé molhado e tênis sem secar com o frio.

    Hoje tenho 16 saias, 5 vestidos e estou com 4 tecidos guardados ( agora faço assim, compro tecido e guardo, quando for possível faço) na minha realidade é a única maneira de ter roupa.

    E os acessórios aparecem tb: só tinha uma bolsa, hoje tenho várias e mais as de crochê. Lencinhos de seda, compro retalhos, tenho lencinhos e cachecóis de seda por RS1,80 e tem gente que paga R$50!

    Maquiagem leve, esmalte, sandália , sapato, sapatilha(até isso achei!!!), arquinho e presilha para o cabelo…. isso tudo entra no novo visual.

    Trocar a calça pela saia/vestido, inclue acessórios delicados e femininos. Tudo muda!

    Sem contar que é o meu primeiro inverno sem calça, fiquei com medo, mas está sendo muito bom, eu sobrevivi e n passo frio!

    Em agosto faço um ano sem calça e a culpa é sua Melissa. Muito obrigada!

  • Boa Noite Melissa, tudo bem? Primeiramente quero parabenizá-la pelo blog, decidi hoje a me vestir corretamente… Sou consagrada a Nossa Senhora pelo metodo de S. Luis Maria Grignion de Monfort, e meu maior desejo é ter Nossa Senhora como modelo de vida, de santidade… Começando pela maneira correta de uma mulher se vestir… confesso que senti um grande desespero quando comecei a ler… foi meu namorado inclusive que me aconselhou a buscar algum meio para alcancar essa mudanca.. Dá um certo medo, pois meu guarda-roupas esta cheio de roupas que a moda dita como bonitas e tudo mais.. Mas decididamente pretendo aos poucos alcancar essa mudança! A principio gostaria de lhe pedir alguma sugestão de lugares a qual vendem roupas desse tipo, como você mesma disse é quase impossivel encontrar roupas descentes no shopping, e lojinhas… Moro em São José dos Campos e tenho a disponibilidade de ir até em outra cidade ( São Paulo por exemplo) para mudar meu guarda-roupas hehehe, Que Deu Abençoe sempre você, fez toda diferenca ler seus artigos! PARABENS! Que Nossa Senhora ilumine sempre seus pensamentos e que você continue compartilhando todo esse conhecimento que pode mudar e muito a vida de alguem! Beijinhos Patrícia de Nóbrega

  • Olá, Patrícia, Salve Maria!

    Louvado seja Deus pela sua decisão de tomar Nossa Senhora como modelo de vida e santidade! Ela, como boníssima Mãe, com certeza vai lhe ajudar nessa sua nova estrada, então não tenha medo e siga sempre em frente, com coragem e perseverança!

    Respondendo sua pergunta, é possível encontrar algumas peças na Renner e na Marisa, mas é preciso garimpar bastante, porque nem todas são modestas, algumas são feitas de tecidos muito finos, transparentes e aderentes. Tenho visto muitas lojas vendendo saias longas, e me parece que agora é moda usar blusas de mangas longas e fechadas no colarinho, então pode ser que encontremos mais facilmente peças um pouco mais modestas. Eu não confio muito nas propagandas, porque embora façam blusas de mangas longas, geralmente os tecidos são finos e transparentes, aí não adianta muita coisa, mas o negócio é procurar sem ter pressa de ir embora rs! Outro tipo de loja onde também é possível encontrar saias longas é em lojas indianas ou árabes. Independentemente de onde você compre saias, em geral, as saias vendidas não têm forro, então você precisará investir também em uma boa anágua ou saiote.

    Espero que essas dicas tenham ajudado.

    Obrigada pela visita e volte sempre! Fica com Deus!

  • tenho quinze anos e gosto muito do blog,esrou disposta a mudar meu guarda roupa,tenho alguns vestidos de manga mais eles são na altura acima do joelho,eles são considerados imodestos?

  • Oi, Monalisa, Salve Maria!

    Fico feliz que goste do meu blog e que está disposta a mudar seu guarda-roupa!

    Respondendo sua pergunta, uma saia que mal cubra os joelhos não pode ser considerada modesta. Uma saia modesta necessariamente cobrirá os joelhos quando estamos em pé, e essencialmente quando estamos sentadas. Para que a saia consiga esse feito, ela deve ser, no mínimo, um palmo [ou 20cm] abaixo dos joelhos. Isso era o que recomendava São Pio de Pietrelcina a suas filhas espirituais. Se você possui saias ou vestidos que não têm o comprimento ideal, você pode fazer algum tipo de barra na saia com bordado inglês ou alguma renda, por exemplo, para alongá-la. Outra opção é fazer uma anágua mais comprida, com bordado inglês ou algum tipo de renda na ponta, para usar por baixo do vestido ou saia que não tem um comprimento ideal. No post “Anáguas decoradas: aproveite para as suas saias e vestidos”, do blog Teus Vestidos, tem alguns exemplos desse tipo de anágua.

    Sei que o início da caminhada da modéstia no vestir não é fácil, especialmente por não acharmos roupas decentes em lojas, mas não desista. Nossa Senhora vai te ajudar! Seja perseverante! Aos pouquinhos você vai conseguir mudar seu guarda-roupa. Tente achar uma boa costureira. Em geral, roupas feitas por costureiras possuem um custo menor e têm a vantagem de serem feitas sob medida, no comprimento que o cliente pede.

    Espero ter ajudado. Fica com Deus!

  • melissa uma observaçao para poder se vestir assim teriamos que estar num pais de clima mais fresco ou com mais cara de inverno por que o clima aqui no brasil e quente muito quente mesmo voce deveria ter colocado saias abaixo no joelho mas com um pano bem leve e que de para suportar o calor que estamos passando e quanto a blusa poderia ser uma de alça fina mas com uma camisa feminina com manga feita com um pano bem fino e leve pq se formos vestir com panos pesados e capaz da pessoa passar mal e desmaiar por causa do calor excessivo

    • Olá, Salve Maria!

      Não sei o que a levou a entender isso, mas eu não disse no artigo para usar tecidos pesados em roupas de verão. Muito pelo contrário, hoje em dia existe uma grande variedade de tecidos leves que podem ser usados no verão ou em regiões de climas quentes.

      Os melhores tecidos para climas quentes são os de algodão, pois, além de serem mais fresquinhos, a fibra é natural e auxilia a transpiração corporal. Você pode optar por tricoline, cambraia, crepe de algodão ou malha de algodão. Com esses tipos de tecidos, mesmo se esquenta um pouquinho, o calor é perfeitamente suportável. Porém, como estes tecidos são leves, deve-se sempre observar a transparência do tecido. Talvez seja necessário utilizar um forro ou uma combinação por baixo.

      Fica com Deus!

    • oi melissa sou eu de novo pode me chamar de lu eu falei isso por que a maioria das roupas que vem do jeito que vc fala vem com pano bem grosso mas nem tanto antigamente nos tinhamos que comprar tecidos leves para fazer hoje em dia nao eu falei isso por que a maioria de nos nao tem como comprar nas lojas por que a maioria das roupas sao escandalosas e nao temos uma loja especializadas e interessadas em nos a unica coisa que tem sao camisetas de evangelizaçao eu gostaria de saber se voces pretendem fazer alguma coisa a respeito

    • Olá, Lu, Salve Maria!

      Aqui eu não tenho visto roupas com tecidos grossos para vender, a menos que sejam roupas de inverno. Hoje em dia é possível encontrar saias e blusas com tecidos mais leves para vender em lojas comuns. Nem sempre é possível encontrar roupas decentes, mas de vez em quando a gente encontra alguma, eu mesma já achei algumas “na sorte”, e também às vezes é preciso procurar bastante. O ideal mesmo é procurar uma costureira para fazer as roupas, ou então aprender a costurar, vale mais a pena e a roupa fica sob medida.

      Por enquanto, eu não tenho como confeccionar roupas modestas para vender, pois meu tempo está bem restrito, mas talvez para um futuro, quem sabe. Já cheguei a pensar nisso, mas no momento não tenho como me dedicar exclusivamente a uma empreitada dessas, pois isso exige tempo, dedicação e planejamento. Mas gosto muito de incentivar as moças a aprender a costurar. Além de economizar, fazer um trabalho com as próprias mãos é algo que não tem preço e é muito gratificante!

      Fica com Deus!

  • Olá, Meu nome é Júlie. Já usei muito calças jeans. Principalmente justas. Mudei para bem larguinhas. As vezes as uso por necessidade, mas confesso, se tivesse dinheiro para transformar meu guarda roupa todo por saias e vestidos seria muito bom. Não desisti. Confesso que antes de sair para comprar roupa, tenho que fazer uma oração pedindo ajuda a Deus, pois é uma Missão. Mas quero deixar registrado que algumas pessoas tem me elogiado dizendo que estou mais bonita. E as roupas modestas que uso, nem são chamativas, mas pelo simples fato de ser mais feminina, percebi que nós mulheres ficamos mais belas. Deus abençoe a todas.

    • Oi, Júlie! Salve Maria!

      É verdade, sair pra comprar roupas modestas é quase uma “missão impossível”, além de ser um verdadeiro exercício de paciência! rs.

      Obrigada por deixar registrado que algumas pessoas lhe têm elogiado, dizendo que você está mais bonita ao vestir roupas modestas! Isto serve de incentivo a muitas meninas que estão começando a trilhar o caminho da modéstia no vestir. De fato, as vestes femininas modestas nos deixam mais bonitas, pois realçam nossa delicadeza, nossa feminilidade.

      Que Nossa Senhora lhe auxilie sempre!
      Amém!
      Fica com Deus!

  • Glória a Nosso Senhor, Deus e Rei, por que cria no coração de suas filhas o amor por Deus e por seus irmãos homens! Como homem sinto-me grato a vocês filhas de Deus que escolheram o amor pela virtude!

Deixe uma resposta