Música e Matrimônio » Casamento no Rito Antigo (sem Missa)

Por Melissa Bergonso

Neste post darei algumas sugestões de música para o casamento celebrado sem Missa.

As músicas podem ser inseridas em três momentos:

1) Antes do Matrimônio

2) Procissão dos Noivos

3) Saída dos Noivos da Igreja

Para baixar o Rito do Matrimônio, clique aqui.

1) ANTES DO MATRIMÔNIO

Antes do matrimônio, enquanto as pessoas aguardam na Igreja e o padre se arruma e se dirige ao altar, pode-se fazer qualquer uma das músicas listadas abaixo:

Frescobaldi

Toccata I (Organ Works Vol. 4, p. 3)

Vídeo: YouTube

Toccata II (Organ Works Vol. 4, p. 7)

Vídeo: YouTube

Toccata VII (Organ Works Vol. 4, p. 29)

Vídeo: YouTube

Partitura Organ Works Vol. 4, disponível aqui.

Merulo

Toccata IV del VI Tono

Vídeo: YouTube

Infelizmente, desta não consegui achar a partitura. Mas talvez o organista tenha-a em seu repertório. Não custa perguntar!

Toccata I del I Tono (Toccate d’Intavolatura d’Organo, p. 1)

Vídeo: YouTube

Toccata II del I Tono (Toccate d’Intavolatura d’Organo, p. 7)

Vídeo: YouTube

Toccata IV del II Tono (Toccate d’Intavolatura d’Organo, p. 22)

Vídeo: YouTube

Toccata del X Tono (Quattro Toccate per Organo, p. 109)

Vídeo: YouTube

Partitura Toccate d’Intavolatura d’Organo, disponível aqui.

Partitura Quattro Toccate per Organo, disponível aqui.

2) PROCISSÃO DOS NOIVOS

Entrada do Noivo, Pais e Testemunhas

Parece-me que é mais conveniente que haja somente a Entrada da Noiva. Porém, se houver Entrada do Noivo, Pais e Testemunhas, eu sugiro utilizar a mesma música para essas três entradas (para não demorar muito e as entradas serem breves), como por exemplo, um solo de órgão do compositor Titelouze, ou Frescobaldi, ou Merulo:

Titelouze (1563-1633)

Annue Christe (Archives des Maîtres de l’Orgue – p. 63)

Urbs Jerusalém (Archives des Maîtres de l’Orgue – p. 85)

Et misericordia ejus (Archives des Maîtres de l’Orgue – p. 130)

Deposuit Potentes (Archives des Maîtres de l’Orgue – p. 132, 133, 155,156)

Gloria Patri (Archives des Maîtres de l’Orgue – p. 159)

Partitura Archives des Maîtres de l’Orgue, disponível aqui.

Frescobaldi

Partituras Organ Works Vol. 3, disponível aqui.

Partituras Organ Works Vol. 4, disponível aqui.

Merulo

Partitura Toccate d’Intavolatura d’Organo, disponível aqui.

Partitura Quattro Toccate per Organo, disponível aqui.

Entrada da Noiva

A Música para a Entrada da Noiva não deve ser muito longa, deve ser uma música que coincida com o tempo da procissão ou então alguma outra tocada que dê para ser “cortada” (sem que fique feio) quando a Noiva chegar ao altar. As músicas abaixo eu acho muito bonitas, mas são longas. Se o organista for bom e ele conseguir fazer uma “adaptação” em algum ponto para que a música possa ser tocada e cortada sem complicações, eu recomendo. Porém, se isso for demasiado complicado de ser feito, pode ser feita qualquer uma das músicas listadas acima de Titelouze, Frescobaldi ou Merulo. Também pode ser feita alguma Toccata ou Improviso sobre Antífona Gregoriana, também de duração curta, o suficiente para a procissão.

Eugène GigoutGrand Choeur Dialogué

Vídeo: YouTube

Partitura disponível aqui.

B. MarcelloCoeli Enarrant Gloriam Dei

Vídeo: YouTube

Partitura disponível aqui.

3) SAÍDA DOS NOIVOS

Para a saída dos Noivos, poderia ser tocado um solo de órgão. Se o casamento for realizado em Janeiro, podem ser tocadas as músicas listadas abaixo. Creio que elas possam ser tocadas também nos outros Tempos Litúrgicos sem problemas. Há também a possibilidade de serem tocadas quaisquer das Toccatas de Frescobaldi ou de Merulo, já listadas acima ou qualquer outra contida nos mesmos livros/partituras indicados.

Palestrina Alma Redemptoris Mater (Polifonia)

Vídeo: YouTube

Partitura disponível aqui.

Palestrina Vergine Bella (Polifonia)

Vídeo: YouTube

Partitura disponível aqui (N. 1).

Victoria Alma Redemptoris Mater (Polifonia 8 vozes)

Vídeo: YouTube

Partitura disponível aqui.

Perosi Alma Redemptoris Mater (Melodia Sacra)

Partitura disponível aqui (vol. 1).

Perosi Ave Maris Stella (Polifonia)

Vídeo: YouTube

Partitura disponível aqui (vol. 1).

Alma Redemptoris Mater (Gregoriano) (Liber Cantualis – p. 40)

Vídeo: YouTube

Ave Maria (Gregoriano) (Liber Cantualis – p. 42)

Vídeo: YouTube

Ave Maris Stella (Gregoriano) (Liber Cantualis – p. 43)

Vídeo: YouTube

Ave Regina Caelorum (Gregoriano) (Liber Cantualis – p. 43)

Vídeo: YouTube

Patitura Liber Cantualis, disponível aqui.

Se for necessário, pode-se tocar mais alguma música de qualquer livro/partitura já citado enquanto todos os convidados saem da Igreja.

Continue lendo:

Leitura complementar:

Comentários ( 18 )

  • Melissa,uma pergunta de leiga total: e a marcha nupcial, o que você acha? É que ouvi dizer que é ideal para a entrada da noiva, pois representa a Esposa Igreja que se encontra com Cristo.Minha irmã casou-se com essa marcha, bjs.

  • A Marcha Nupcial de Mendelssohn e de Wagner não podem ser tocadas na Igreja, pois são músicas profanas, totalmente anti-litúrgicas conforme as normas de São Pio X. Infelizmente, eu também entrei na Igreja ao som da Marcha Nupcial de Mendelssohn, mas na época eu não sabia que não podia. Se soubesse, tinha escolhido outra muito mais bonita, como uma das que eu citei acima.

    • ​Olá T. d’Amore!

      As Marchas Nupciais popularmente conhecidas são inconvenientes de serem tocadas na Igreja porque são músicas profanas, originárias de peças teatrais, ballets e óperas, ou seja, essas músicas foram criadas para fazerem parte de espetáculos, não para serem tocadas dentro da Igreja. Existem regras para a Música Sacra Litúrgica Católica, que devem estar de acordo com o que São Pio X escreveu em seu Motu Proprio Tra Le Sollicitude:

      “O canto gregoriano foi sempre considerado como o modelo supremo da música sacra, podendo com razão estabelecer-se a seguinte lei geral: uma composição religiosa será tanto mais sacra e litúrgica quanto mais se aproxima no andamento, inspiração e sabor da melodia gregoriana, e será tanto menos digna do templo quanto mais se afastar daquele modelo supremo”.

      Qualquer música tocada dentro da Igreja e especialmente em celebrações litúrgicas como Missas, Casamentos etc. deveria seguir as regras escritas por S. Pio X. Infelizmente, ninguém mais se importa com isso, porém essas regras nunca caíram em desuso.

      Espero que eu tenha respondido sua dúvida. Qualquer coisa, entre em contato novamente.

      Fica com Deus! Salve Maria Imaculada!

  • Melissa, não estou conseguindo a partitura de Eugène Gigout – Grand Choeur Dialogué para entrada da noiva. Como eu faço para consegui-la ?

    • Oi, Luiz!
      Por algum motivo, a partitura não se encontra mais no link que eu disponibilizei. Ainda bem que salvei no meu computador!… Você pode baixar o arquivo neste link. Já consertei o link quebrado também.
      Fica com Deus!

    • Melissa esse link é de outra música que é a Marche Religieuse.
      A partitura que eu estou falando é da música de Eugène Gigout – Grand Choeur Dialogué
      Será que você teria a partitura dela ?

    • Oi, Luiz!! Desculpe, falha minha, na pressa não vi que não era a mesma música. Tenho sim a Grand Choeur Dialogué, pode ser baixada neste link. Também já arrumei o link no post. Fica com Deus!

  • Salve Maria! Melissa, há alguma opção recomendável de Ave Maria para entrada da noiva?

    • Olá, Isabella!
      Você pode usar uma Ave Maria Gregoriana, ou Polifônica. Tomás Luís de Victória tem belíssimas composições para várias vozes.
      Tem alguns artigos sobre Música e Matrimônio que têm algumas sugestões. Espero que ajude.
      Um abraço!
      Salve Maria Imaculada!!

  • Bom dia! Salve Maria! Estive vendo em alguns casamentos realizados neste rito um momento de troca do véu, no entanto não consigo encontrá-lo em nenhum missal. Você sabe dizer como ocorre? Obrigada.

    • Olá, Maria!
      Desconheço esse momento de troca do véu, nunca vi em lugar algum, e no missal também não existe, nem no rito do matrimônio. O que existe é o momento da troca das alianças. Onde você viu essa “troca de véu”?
      Um abraço!
      Salve Maria Imaculada!

      • Oi, Melissa!

        Entrando na conversa, em alguns lugares sacerdotes estão realizando esse momento de “troca de véu”, onde a noiva entrega o véu branco para o padre e este entrega-lhe o preto, não está previsto em lugar algum, e não sei o motivo disso. No instagram do Christus Regnat tem algumas fotos desse momento em alguns casamentos.

        Salve Maria!

        • Muito estranho isto. Devem ter inventado este momento, pois nunca ouvi dizer! Eles são Católicos Apostólicos Romanos mesmo???
          Salve Maria Imaculada!

Os comentários estão fechados.