Do Batismo: § 5º. Nome e padrinhos

Por São Pio X


569. Por que se impõe o nome de um Santo ao que se batiza?

Ao que se batiza impõe-se o nome de um Santo para o pôr sob a especial proteção de um padroeiro celeste, e para o animar a imitar-lhe os exemplos.
570. O que são os padrinhos e as madrinhas do Batismo?
Os padrinhos e as madrinhas do Batismo são aquelas pessoas que por disposição da Igreja seguram as crianças junto à pia batismal, respondem por elas, e ficam responsáveis, diante de Deus, pela sua educação cristã, especialmente se vierem a faltar os pais.

571. Somos nós obrigados a cumprir as promessas e renúncias que por nós fizeram nossos padrinhos?
Sim, somos obrigados, sem dúvida, a cumprir as promessas e renúncias que por nós fizeram os nossos padrinhos, porque só mediante estas condições Deus nos recebeu na sua graça.
572. Que pessoas se devem escolher para padrinhos e madrinhas?
Devem escolher-se para padrinhos e madrinhas pessoas católicas e de bons costumes, e observantes das leis da Igreja.
573. Quais são as obrigações dos padrinhos e das madrinhas?
Os padrinhos e as madrinhas são obrigados a cuidar que os seus filhos espirituais sejam instruídos nas verdades da Fé, e vivam como bons cristãos, edificando-os com o bom exemplo.
574. Que vínculo contraem os padrinhos do Batismo?
Os padrinhos contraem um parentesco espiritual com o batizado, e este parentesco origina impedimento de matrimônio com o mesmo.
—————
São Pio X. Terceiro Catecismo da Doutrina Cristã: Catecismo Maior de São Pio X. Edições Santo Tomás, 2005, p. 148-149.