Da Penitência: § 3º. Do exame de consciência

07/12/2010 Penitência | Sacramentos Nenhum comentário
Por São Pio X
694. Que é o exame de consciência?
O exame de consciência é uma diligente investigação dos pecados que se cometeram, desde a última confissão bem feita.
695. Como se faz o exame de consciência?
Faz-se o exame de consciência trazendo diligentemente à memória, na presença de Deus, todos os pecados ainda não confessados, cometidos por pensamentos, palavras, obras e omissões contra os Mandamentos de Deus e da Igreja, e contra as obrigações do próprio estado.
696. Sobre que mais coisas devemos examinar-nos?
Devemos examinar-nos também sobre os maus hábitos e sobre as ocasiões de pecado.
697. No exame, devemos investigar também o número de pecados?
No exame devemos investigar também o número dos pecados mortais.
698. Que é necessário para que um pecado seja mortal?
Para que um pecado seja mortal, são necessárias três coisas: matéria grave, plena advertência e consentimento perfeito da vontade.
699. Quando há matéria grave?
Há matéria grave quando se trata de algo notavelmente contrário à Lei de Deus e da Igreja.
700. Quando há plena advertência no pecado?
Há plena advertência no pecado quando se conhece perfeitamente que se faz um mal grave.
701. Quando, no pecado, há o consentimento perfeito da vontade?
Há no pecado o consentimento perfeito da vontade quando se quer fazer deliberadamente uma coisa, embora se reconheça que é culpável.
702. Que diligência se deve usar no exame de consciência?
No exame de consciência deve-se usar aquela diligência que se usaria em um negócio de grande importância.
703. Quanto tempo se deve empregar no exame de consciência?
Deve-se empregar no exame de consciência mais ou menos tempo, conforme a necessidade, isto é, conforme o número e a qualidade dos pecados que sobrecarregam a consciência, e conforme o tempo decorrido desde a última confissão bem feita.
704. Como se pode facilitar o exame para a confissão?
Facilita-se o exame para a confissão fazendo todas as noites o exame de consciência sobre as ações do dia.
—————
São Pio X. Terceiro Catecismo da Doutrina Cristã: Catecismo Maior de São Pio X. Edições Santo Tomás, 2005, p. 172-174.

Deixe uma resposta