O que toda Igreja deveria ter em sua porta de entrada…

«Você está entrando em um templo. Por favor, use um vestuário adequado»
Notem bem que a placa diferencia muito bem roupa feminina de roupa masculina: mulheres de saia (que cobre os joelhos) e homens de calça (de corte reto).
Essa foto foi tirada por mim na Catedral de Buenos Aires, em dezembro de 2009. Quando vi a placa logo na porta de entrada da Igreja não acreditei! Fiquei tão feliz, pois pelo menos em uma Igreja havia alguma “instrução” para “fiéis sem noção”.
Não sei se esse tipo de placa existe no Brasil, mas se não, penso que deveria ser adotada; já pensaram no “choque cultural”? Aqui, esse tipo de iniciativa seria tido como um “rigorismo e tanto”. Mas penso que se esse tipo de placa fosse adotada nas Igrejas, ou as pessoas tomariam vergonha na cara e se vestiriam apropriada e decentemente ou então tomariam chá de sumiço e não profanavam mais a Igreja com suas roupas impróprias. Com certeza Jesus seria menos ofendido e as pessoas teriam mais respeito dentro da Casa de Deus.
Que os sacerdotes possam ter coragem de ensinar ao povo a modéstia no vestir. A roupa pode não fazer muito por uma pessoa, mas pode ser o primeiro puxão de orelha para uma mudança de vida.
Fiquem com Jesus e Maria!
Em Cristo,
Melissa Bergonso.

Comentários ( 30 )

  • É isso aí! Tinham mesmo que colocar placas nas portas das igrejas!

    Essa falta de respeito com as coisas sagradas tem que acabar!

    A Paz!

  • Melissa,
    ótimo haha e é verdade…
    Aqui em Congonhas na porta do Santuário do Bom Jesus de Matozinhos tem uma placa explicando a vestimenta que deve ser usada, porém, não tem esse desenho esplicativo, resultado o povo nem lê, já vi muita gente entrar de shortinho curto no santuário, dá vontade de chorar

  • Pois é. Não adianta escrever, pois o povo não lê mesmo. Pelo menos com as figurinhas dos bonecos não há a desculpa de “ah, não entendi” ou “não li até o fim”… A foto é clara e objetiva e ensina por si só. Espero, sinceramente, que essa moda da placa pegue. Se os sacerdotes se calam e não ensinam sobre a modéstia, ao menos as “placas falarão”!

  • Melissa, no Mosteiro da Santa Cruz tem a mesma recomendação e ainda cita São Paulo quando fala sobre o véu.

    Assim que puder, postarei a foto.

    Gostei da postagem.

    Salve Maria!

  • Bom saber que existem lugares com placas como esta, Luciano!… Precisamos divulgar! Quem sabe outros lugares comecem também a colocar placas deste tipo, né?

    Salve Maria!

  • as mulheres da Congregação Cristã no Brasil se vestem assim e participam do culto cobrindo a cabeça com um véu.
    os homens usam terno e gravata.

    foi a unica igreja que eu já visitei que as mulheres e os homens se vestem adequadamente.

    Na igreja católica aqui onde moro as mulheres se vestem com calça colante e tomara-que-caia e os homens usam bermuda e camisa de time de futebol para ir a missa.

  • Infelizmente, Ricardo, a imodéstia na Igreja Católica acontece porque a maioria dos sacerdotes não corrigem o povo. Os que corrigem são afastados de suas paróquias e confinados em algum lugar escondido para não causar “mal-estar” nos fiéis por corrigi-los.

    Sei de um padre que perdeu a paróquia porque negava a Comunhão para pessoas que estavam vestidas imodestamente na Missa. Mulheres de caça, blusa decotada ele não deixava comungar e negava a Comunhão. O Bispo achou que ele estava exagerando e o afastou daquela paróquia.

    Mas para você não achar que na Igreja Católica só tem pessoas indecentemente vestidas, há pessoas que estão buscando sinceramente o modo correto de vestir-se e portar-se perante Deus na Igreja e durante a Santa Missa. As mulheres que entendem a questão da modéstia interior e exterior vão à Igreja e à Santa Missa de véu, saia (mínimo de 20cm abaixo do joelho) e blusas com mangas e sem decotes, além de vestirem-se modestamente em qualquer lugar ou ambiente. Os homens que entendem a questão da modéstia interior e exterior vão à Igreja e à Santa Missa de de calça comprida e com camisa de manga longa. Como eu disse, a modéstia não é só na Igreja, é em qualquer lugar. Felizmente, ainda há esperança para a modéstia entre os católicos.

    Em breve vou publicar um artigo sobre o modo de vestir-se e portar-se na Igreja e durante a Santa Missa. Espero que seja útil para homens e mulheres que buscam a modéstia interior e exterior e que querem agradar a Deus em todos os momentos e com todo seu coração.

    Salve Maria!

  • Sra. Bergonso,

    Muito boa a explanação. De fato, nós que buscamos a santidade somos incompreendidos por todos. Muitas pessoas já me perguntaram se sou evangélica, e diante da resposta negativa e da afirmação de ser católica me vem uma pergunta ainda pior: “Mas a Igreja católica permite uso de calças, não?”. O que há é uma completa ignorância por parte de todos, inclusive por parte dos católicos. Uma tristeza!!!

    Ricardo, eu já frequentei esta igreja que você diz. E, em que pese eles se vestirem de forma correta nos seus ditos ‘cultos’, fora deles não há nenhuma regra a ser seguida. As mulheres não cortam os cabelos e nao podem raspar as pernas, nem tirar as sombrancelhas sob a afirmação de que seria isso manifestação de vaidade, e por isso pecado. O que quero dizer é que a manifestação da modéstia tem que ser resultado de uma modéstia interior. De um amor ardente a Cristo que nos impele a evitar toda e qualquer circunstância que pode levar ao pecado.
    Quando eu frequentava a Congregação Cristã, usava saias compridas por conveniência, porque assim se vestiam todas, mas eu não sabia o porquê daquilo, não tinha sido instruída sobre aquilo, e tinha até vergonha de usar roupas diferentes da maioria das moças da minhas idade. Até eu me enfastidiar de tudo aquilo. Passei muito tempo confundida até que encontrei a Verdade. Encontrei a verdadeira Igreja de Cristo, e consequentemente as respostas para as minhas dúvidas.
    Hoje uso roupas modestas, não por uma conveniência, mas sim por amor a Cristo e uma vontade enorme de obecer-Lhe. Hoje sim, sou feliz com as roupas que uso.

    Ótimo post Sra. Bergonso!!! Gostei muito!

    No Coração de Jesus e Maria,

    Lucie.

  • Oi, Lucie, Salve Maria!

    Ah, já várias vezes me questionaram se eu era protestante rsrsrs… Às vezes me divirto com isso, mas às vezes é triste também, porque isso prova que os católicos não estão dando exemplo de modéstia e de vida cristã.

    Muitas pessoas criticam quem defende o uso da saia e até mesmo não aceitam os argumentos da defesa do seu uso, mas quando a gente aprende e entende o significado da modéstia, da feminilidade no vestir, nós passamos a compreender outras coisas que estão intrinsecamente ligadas à “moda” e às ideologias modernas. E isso serve para a moda masculina também. Algumas coisas são bastante claras, outras extremamente sutis, e é aí que mora o perigo, pois a sutilidade, nesse âmbito ideológico, é uma grande armadilha.

    E é realmente isso: quando buscamos a perfeição, em todos os sentidos, nós buscamos agradar, acima de tudo e todos, Nosso Senhor Jesus Cristo. E é por isso que trago como lema do Blog Mulher Católica: “À exemplo da Virgem Santíssima… Por amor a Jesus Cristo!”

    Fica com Deus e obrigada pela visita!
    Em Jesus e Maria,
    Melissa

  • Prezada “BLUESMILE”, Salve Maria.

    Se você ainda não sabe, mulheres católicas não usam burca, usam véu na presença de Nosso Senhor. O véu antigamente era obrigatório. Foi depois da promulgação do novo Código de Direito Canônico que ele caiu em desuso. São Pio X, em seu Catecismo, disse que as meninas e as senhoras devem estar de cabeça coberta para receberem a Sagrada Comunhão. Então não diga bobeiras se você não conhece o mínimo acerca do catolicismo.

    Sei de qual blog você tirou a idéia das “chicotadas”. As mulheres que usam calças precisam antes rever vários conceitos acerca da pureza e da modéstia. Não ponha palavras em “meus dedos”. Chicoteadas não vão converter ninguém, mas a graça de Deus sim. Sem amor a Deus não há conversão e também não se progride na fé.

    Fique com Deus.

  • eu gostaria de saber como as mulheres se vestiam antigamente para ir para a igreja

    • Antigamente, para ir à Igreja, as mulheres se vestiam com modéstia, usando saias e vestidos abaixo dos joelhos, blusa com mangas e véu sobre a cabeça. Os padres que realmente zelavam pelas almas de seus fiéis advertiam as mulheres quanto às vestimentas impróprias e não davam comunhão àquelas que estivessem com os ombros de fora, indecentemente vestidas e sem o véu no ato de comungar. Ah se todos os sacerdotes de hoje tivessem essa mesma coragem! Quanto escândalo e mau exemplo não evitariam!

    • Ah, e posso dizer que o “antigamente” era na época da mocidade e juventude da minha avó. Depois, tudo “mudou” e virou essa bagunça e indecência que a gente vê hoje em dia…

  • E quando você vai a uma Igreja (grande) que você nunca havia ido..E nota que você é a ÚNICA de saia que cobre o joelho (e olha que a minha nem era 5 dedos abaixo, por falta de ter uma mesmo), e que as outras mulheres se dividem em 4 grupos: calça jeans ultra colada, calça leg (nenhuma das duas opções com blusas compridas, sempre blusinhas curtinhas), micro-vestidos e shortinho?

    Eu sei que é errado, mas a princípio da até uma sensação ruim, de que você está deslocada, errada… Acho um absurdo não ter um aviso desses na porta, isso resolveria tudo.

    • rsrsrs… entendo bem o que você diz. No meio de um monte de gente de costas de fora, blusa transparente, calça colada, mini-saia etc. a gente fica deslocada mesmo, mas eu não me importo. Pelo menos sei que estou me esforçando pra agradar a Deus, embora as pessoas possam me olhar torto e me achar “antiquada”. A nossa alma tem valor infinito, foi resgatada ao preço do Santíssimo Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo. A moda não vale nada, é apenas vaidade, podendo ainda ser ocasião de pecado para o próximo se não estiver a serviço da modéstia cristã.

      Eu acho que os sacerdotes não falam nada sobre a questão da modéstia no vestir e não colocam nenhuma placa dessas na porta das igrejas porque não querem “afastar” os fieis. Mas preferem que esses fieis mal vestidos (entenda-se aqui não a “chiqueza”, mas a imodéstia das vestimentas) profanem o templo e ofendam Nosso Senhor com sua imodéstia e despudor. Eles não sabem o peso da sua responsabilidade como pastores das ovelhinhas de Jesus. Não me lembro onde li, mas diz que no inferno os piores lugares e tormentos são destinados às mães e aos sacerdotes, porque ambos tem a missão de educar no que diz respeito à fé: as mães, os filhos que Deus lhe deu, e os sacerdotes, o povo que Deus lhe confiou.

    • Verdade, sempre que estou nessa situação tenho o hábito de imaginar como seria se algumas pessoas elevadas estivessem presentes…Nessa missa que relatei imaginei o que Padre Pio acharia se acordasse ali no meio e percebesse que “aquilo” é uma missa (Porque as roupas femininas não eram o único problema, havia alguns problemas como sermões ultra vazios, palmas, liturgia e oração em linguagem TOTALMENTE coloquial…)
      Essa situação é complicada, acho que o papa tinha que olhar bem para os seminários, porque algo está errado na formação dos padres ultimamente, parece que qualquer um pode entrar, e declarar o que quiser, e usar o espaço da Igreja como quiser…

    • Menina, se o Pe. Pio estivesse em qualquer Missa de hoje em dia acho que ele surtava, porque a imodéstia e a irreverência das pessoas dentro da igreja – homens, mulheres e crianças – é sem precedentes, e alguns sermões cheiram quase a heresia! Já ouvi cada coisa em sermão! De novela a ensinamentos doutrinários errôneos!

      Bom, com relação à formação dos padres, a coisa é bem mais embaixo. O modernismo, que São Pio X tanto combatia, infelizmente adentrou nos seminários, institutos religiosos, nos pensamentos de clérigos e leigos. Se o próprio Papa tem pensamentos e atitudes questionáveis, como é que ele vai enxergar os problemas nos seminários, institutos religiosos etc.? Eu acho que este é o castigo que Deus está enviando ao mundo: maus sacerdotes, maus papas… Só um milagre pode reverter toda essa situação, porque humanamente falando, só nos resta rezar e pedir por um milagre mesmo.

    • É verdade Melissa. Sabemos também que nos últimos tempos será pequeno o número de fiéis verdadeiros, tudo que acontece hoje e o caminho que a Igreja tomou, na minha opinião, podem ser mesmo um caminho inevitável, que só piorará até a vinda Gloriosa de Cristo.
      Mas para o remanescente, resta divulgar a verdade e orar pelos que restam e para que seja feito conforme Sua Vontade.

Os comentários estão fechados.